Partilhar
As 10 mulheres que conquistaram o mundo do Jazz

Num mês dedicado ao Jazz, celebramos as mulheres que fizeram dele o que é hoje. Num género dominado por homens, estas mulheres fazem parte de uma minoria que, apesar de pequena, conquistou o mundo e o coração de jovens a enveredar pelo mundo do jazz.
Intemporais, lutadoras e muito talentosas, estas mulheres dedicaram a sua vida a esta arte. Para além de ícones do jazz, inspiraram-nos e inspiram-nos com toda a sua garra, bem como com as suas letras que têm tanto de inesquecível, como de verdadeiro.
Este é o nosso top 10.

1) Ella Fitzgerald

Considerada a maior cantora do século XX, Ella, apesar da sua enorme timidez, conquistou o cinema e o jazz. “A Primeira-Dama da Canção” atingia 3 oitavas, algo que raramente é conseguido. Ella Fitzgerald foi a primeira mulher afro-americana a ganhar um Grammy.

2) Nina Simone

Para além de ser mundialmente conhecida pela sua voz, Nina Simone, dedicou a sua vida a lutar pelos direitos civis dos negros norte-americanos. Nina Simone foi nomeada 15 vezes para os Grammys. Hoje em dia, Rihanna, Jay-Z ou Kanye West revisitam e reinterpretam as suas músicas ou excertos delas.

3) Billie Holiday

Billie foi uma das primeiras mulheres negras a cantar com uma banda de brancos nos anos 30, época conhecida pela forte segregação racial nos Estados Unidos. Uma improvisadora nata que usava sempre gardénias no seu cabelo, em 2011 Billie foi condecorada no National Women's Hall of Fame.

4) Carmen McRae

Carmen, vocalista e pianista, ficou mundialmente conhecida pelas suas improvisações complexas e inovadoras e também pelo seu estilo único. Carmen recebeu o prémio NAACP Image Award e um National Endowment de honra para as Artes do Jazz.

5) Peggy Lee

Para além de uma voz única, Peggy Lee dedicou a sua vida não só ao jazz mas também ao cinema, onde se consagrou como uma atriz de excelência. Para além disso, escreveu mais de 650 músicas, incluindo algumas para bandas sonoras de grandes produções de Hollywood, e gravou álbuns conceptuais que aliavam a música à poesia.

6) Sarah Vaughan

Sarah venceu o NEA Jazz Masters, o prémio mais consagrado do mundo do jazz. Foi igualmente convidada para atuar na Casa Branca e em grandes salas como o Carnegie Hall. Recebeu um Grammy em 1989; tem uma estrela no Passeio dos Famosos de Hollywood e está presente no Jazz Hall of Fame.

7) Amy Winehouse

Amy Winehouse conquistou o público com o seu estilo irreverente e voz inconfundível, sendo considerada uma das vozes mais poderosas do século XXI.

8) Dinah Washington

A “Rainha dos Blues”, pianista e cantora, apaixonada por sapatos, foi considerada uma das mulheres mais influentes na música dos anos 50.

9) Bessie Smith

Considerada uma das maiores cantoras de jazz dos anos 20 e nomeada como a imperatriz dos Blues, Bessie é uma das mulheres que mais influenciou a história do jazz. Bessie cantava sobre independência, audácia e liberdade sexual, defendendo que as mulheres trabalhadoras não deveriam alterar o seu comportamento para terem o respeito que mereciam.

10) Toshiko Akiyoshi

Toshiko, de origem chinesa, recebeu 14 nomeações para os Grammys, e foi a primeira mulher a ganhar o prémio de Best Arranger e Composer atribuído pela revista DownBeat.

Subscreva a newsletter da Josefinas
e não perca nenhuma novidade
Siga a Josefinas no Instagram
The passion that takes you wherever you want ❤ You only have today to order Josefinas Passionate Red High Rise at a especial price! ⏰ #JosefinasPortugal #ProudToBeAWoman 🖋❤️ #JosefinasPortugal #ProudToBeAWoman Where will your Josefinas take you? 🚲❤ #JosefinasPortugal #ProudToBeAWoman New Passionate Red Josefinas, now high-rise! 📣❤ During this weekend, special launch price! #JosefinasPortugal #ProudToBeAWoman Cute 🥰❤️ @taylenbiggs #JosefinasPortugal #ProudToBeAWoman Side by side ❤️❤️ #JosefinasPortugal #ProudToBeAWoman #CatShoes