Partilhar
Clube de Leitura da Josefinas: 5 Coisas que Michelle Obama nos ensina em “Becoming”

Michelle Obama foi a primeira mulher afrodescendente a ocupar o cargo de primeira-dama dos Estados Unidos, mas representa, para as mulheres de todo o mundo, bem mais do que um cargo político. Michelle é um símbolo de igualdade, de liberdade, de força, de esperança e de feminismo, e continua a fazer-nos acreditar no poder que cada uma de nós pode ter, à sua própria maneira.

Depois de termos criado as Josefinas Michelle em sua honra, destacamos o seu inspirador livro "Becoming" no Clube de Leitura da Josefinas (#JosefinasBookClub). E que boa leitura!

 

 

“Becoming” é mais do que uma simples biografia – não o podia ser, tendo em conta a sua autora, não é verdade? Michelle conta-nos a sua história de uma forma muito especial, como se estivesse ao nosso lado com uma chávena de chá na mão. E esta leitura leva-nos a refletir sobre a nossa própria vida, apresentando alguns ensinamentos que nunca deveríamos esquecer.

 

 

Devemos sempre lutar pelos nossos sonhos e pela nossa felicidade.

Michelle Obama sempre foi ambiciosa, mas os seus professores (ainda no Ensino Secundário) costumavam dizer-lhe que sonhava demasiado alto e que a Universidade de Princeton nunca seria uma opção. Em “Becoming”, Michelle revela que foi alvo de discriminação e racismo, mas que isso não a impediu de lutar pelo seu sonho e de seguir os passos do seu irmão mais velho Craig, que também estudou em Princeton.
Os anos de faculdade não foram fáceis, mas Michelle Obama atingiu o seu objetivo e licenciou-se em Sociologia pela Universidade de Princeton, terminando o curso em 1983. Em 1988, licenciou-se também em Direito pela Universidade de Harvard. Determinação é uma boa palavra para definir Michelle, não é?

Estamos sempre a aprender. Sempre a crescer.

O livro chama-se “Becoming”, implica uma ideia de continuidade e Michelle Obama não se cansa de defender essa evolução contínua. Estamos sempre a aprender. Estamos sempre a crescer. Estamos sempre a tempo de mudar, de fazer uma coisa nova, de aprender algo diferente.
“For me, becoming isn’t about arriving somewhere or achieving a certain aim. I see it instead as forward motion, a means of evolving, a way to reach continuously toward a better self. The journey doesn’t end.”

Todos merecem respeito – independentemente dos cargos que ocupam.

Há quem se esqueça disto quando atinge cargos de poder, mas Michelle Obama mostra-nos como é importante mantermo-nos terra-a-terra e empáticas para com os outros. Seja uma humilde cozinheira da Casa Branca ou a Rainha de Inglaterra, Michelle demonstra que trata todas as pessoas de igual forma e que os cargos que cada um ocupa não os definem.
Ao longo do livro, percebemos que os funcionários da Casa Branca passaram a ser como família para a autora, e isso recorda-nos que todos merecem o mesmo respeito – o estatuto não pode falar mais alto do que aquilo que nos torna humanos.

 

 

É normal ficarmos nervosas em situações novas, o importante é a forma como lidamos com esses desafios.

Em “Becoming”, Michelle Obama refere algumas situações caricatas, e revela como se sentiu ansiosa e nervosa em alguns momentos e situações novas – conhecer a Rainha de Inglaterra foi uma delas (quem não ficaria nervosa?).
No entanto, Michelle relembra-nos que não são as situações que nos definem, nem mesmo o nervosismo que sentimos quando nos deparamos com estes desafios ao longo da vida. O que nos define é a atitude que escolhemos ter e os valores que defendemos (mesmo em cenários novos).

Ser mãe ou mulher não define as nossas capacidades profissionais.

Mãe, mulher e negra. Michelle Obama não teve a vida facilitada num mundo onde o patriarcado ainda está tão presente e “ser mãe” parece ser um entrave para alcançar objetivos profissionais. No entanto, Michelle mostrou a todas as mulheres que são capazes de tudo o que desejarem e que ser mãe pode ser compatível com uma carreira de sucesso.
Sabiam que Michelle aceitou um cargo no Hospital de Chicago quando Malia tinha apenas quatro meses? Ou que foi a mentora de Barack Obama quando ele fez o estágio num escritório de advogados? Pois é, Michelle mostra mais uma vez que ser mulher não é o oposto de ser inteligente ou ambiciosa.

 

Subscreva a newsletter da Josefinas
e não perca nenhuma novidade
Siga a Josefinas no Instagram
Comprar look
Michelle
209USD