Partilhar
Dia Internacional da Mulher? Porquê?

Desde 1975 que o dia 8 de Março é oficialmente uma data que celebra as conquistas e consciencializa homens e mulheres para as desigualdades e injustiças que ser mulher ainda significa nos dias de hoje, e o que ainda faz falta fazer para alterar esta realidade.

Porém, foi em 1857, no dia 8 de março, que um grupo de mulheres da indústria têxtil organizou uma marcha para exigir melhores condições de trabalho e horas de trabalho iguais às dos homens, em Nova Iorque, que nasceu este dia.
E porque é que ainda faz falta este dia?

1. Porque as mulheres em Portugal ainda ganham 15,8% menos do que os homens. Uma diferença que corresponde a 58 dias de trabalho não pago. É como se, a partir do cada dia 4 de Novembro, as mulheres deixassem de ser remuneradas pelo seu trabalho.

2. Porque a este ritmo de evolução as mulheres ainda têm de esperar mais 118 anos para que exista igualdade no salário.

3. Porque Portugal tem a quinta menor percentagem de mulheres no Governo da União Europeia (UE).

4. Porque apenas 11% das pessoas mais ricas do mundo são mulheres.

5. Porque os homens ainda são aplaudidos por “ajudar” nos trabalhos domésticos e na educação dos filhos, mas ninguém aplaude as mulheres pelo mesmo trabalho.

6. Porque as mulheres são julgadas pela roupa que vestem, por serem demasiado novas ou demasiado velhas, por estarem demasiado magras ou demasiado gordas.

7. Porque as mulheres são prejudicadas na sua carreira por terem filhos.

8. Porque a cada dia que passa, só em Portugal em média, 2 mulheres, são violadas.

9. Porque o assédio sexual faz parte da vida de todas as mulheres e as denúncias de violência doméstica e no namoro aumentam têm vindo a aumentar todos os anos.

10. Porque a violência doméstica ainda é o crime que mais mata mulheres em Portugal - em 14 anos, 472 mulheres foram assassinadas pelos maridos, companheiros ou namorados.

11. Porque em Portugal as mulheres, apenas têm direito ao voto universal, há apenas 44 anos.

12. Porque no resto do mundo há apenas 100 anos é que as mulheres tiveram direito ao voto universal.

13. Porque ainda vivemos numa era onde as sobreviventes de violência acabam a receber questões como, o que estavam a vestir, o que estavam a beber, onde estavam a passar…

14. Porque mais de 1 em cada 3 mulheres experienciou violência física ou sexual em alguma altura da sua vida.

15. Porque até 2015, 1 em 4 mulheres entre as idades de 20 e 24 anos foram crianças noiva.

16. Porque em muitos países muitas meninas deixam de ir à escola, não porque não são inteligentes ou não querem estudar, mas porque não têm acesso a produtos de higiene íntima.

17. Porque no Paquistão grande percentagem das meninas não frequentam a escola, pois não é permitido a uma mulher usar um transporte público sem supervisão masculina.

18. Porque atualmente cerca de 120 milhões de mulheres e meninas com menos de 20 anos de idade foram sujeiras atos sexuais forçados.

19. Porque em diversos países a mutilação genital ainda é permitida e cerca de 200 milhões de mulheres no mundo foram submetidas a este procedimento bárbaro.

20. Porque apenas o ano passado é que na Arábia Saudita, as mulheres puderam ocupar cargos públicos e ter direitos iguais de emprego ao dos homens.

21. E porque apesar de o ano passado as mulheres na Arábia Saudita terem o direito a poder conduzir, ainda não podem casar, divorciar-se, viajar, trabalhar ou até fazer uma cirurgia, sem a permissão do seu homem guardião. Também não podem aparecer em público sem um Hijab que as cubra da cabeça aos pés, não podem ter custódia dos seus filhos até este terem 7 ou 9 anos de idade, não podem comer num restaurante que não tenha a secção designada para a família, ou receber uma herança igual a um homem.

É preciso que as mulheres e homens reconheçam que apesar dos avanços feitos, ainda existem preconceitos e injustiças. Isto para que possamos avançar para novos tempos, onde a igualdade será sinónimo de um mundo mais equilibrado e justo para todos. A igualdade não é um assunto de mulheres, é um fator social e económico essencial para um mundo melhor.

Para além de todas as desigualdades, maiores ou menores de acordo com o contexto económico, politico, social ou geográfico, a história têm apagado grandes nomes de mulheres que seriam grandes exemplos para as mulheres e meninas dos dias de hoje. Carolina Beatriz Ângelo, uma médica feminista em 1911, foi a primeira mulher a votar em Portugal, pois desafiou os estatutos que lhe eram impostos.

Vamos celebrar um dia com as mulheres que nos antecederam, com as mulheres que nos rodeiam, que cruzam novos caminhos. Estas mulheres são nossas amigas, famílias, colegas de trabalho, influenciadoras e lideres. São mulheres que usam a sua voz de forma corajosa, que trabalham, que criam uma cultura de igualdade, que nos inspiram.

Para compreender a importância do dia Internacional da Mulher, não é preciso ser mulher. Pense se não se importaria com uma menina que quer estudar e não pode, só porque é menina, pense na mulher que trabalha o mesmo que um homem e no final recebe menos que este, na mulher que sofre de violência doméstica, que sofre uma mutilação genital só porque é mulher … não se procura uma sociedade dominada por mulheres, apenas uma justa para todos.

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Subscreva a newsletter da Josefinas
e não perca nenhuma novidade
Siga a Josefinas no Instagram
Thank you to all the extraordinary women who made our #Lisbon pop-up an incredible day 🌸❤️ #josefinasportugal #ProudToBeAWoman The high-rise ballerina series continues! Presenting the new version of the Atlantic Blue Josefinas – now with a higher toe-cleavage ❤️ #josefinasportugal #ProudToBeAWoman “Yes! I want these!” 🐶❤️ #josefinasportugal Ready for a great day ❤️ See you at our #Lisbon pop-up tomorrow, May 18, at 11am to 6pm at @h10duquedeloule 👋 #josefinasportugal #ProudToBeAWoman On our way 👋 See you in #Lisbon! Tomorrow from 11am to 6pm, our Lisbon pop-up will be at @h10duquedeloule hotel 💛 #josefinasportugal #ProudToBeAWoman 💛💛💛 #josefinasportugal #ProudToBeAWoman